TRABALHO PARA ALÉM DE UMA SECRETÁRIA

A abordagem aos espaços interiores mudou e o local de trabalho já não é uma secretaria fixa no escritório.

Trabalhar a partir de “casa” é, actualmente, uma possibilidade para muitos, tornando a existência do escritório doméstico muito mais pertinente e relevante. Muitas famílias chegam mesmo a potenciar este espaço útil, interessadas num novo ambiente de trabalho que pode, inclusive, ser partilhado entre crianças e adultos.

A necessidade de usufruto de conforto nos espaços é geral e partilhada por todos. Porém, quando se trata dos espaços da nossa casa esta necessidade é personalizada e emocional, pondo-se em prática a recolha de diferentes objectos que vão compor os interiores, traduzindo uma ideia de domesticidade muito própria, tida por cada indivíduo.

Avaliando este tema sob a perspectiva do lifestyle, é possível identificarem-se tipologias de “conforto doméstico” apreciadas por muitos, viabilizando deste modo o tema enquanto uma abordagem conceptual possível ao design de interiores, mais direccionada e intencional, como se verifica quando aplicada em espaços de trabalho empresariais, enquanto uma opção mais acolhedora para todos e que promove a motivação e a produtividade.

LER MAIS

Numa era que é declaradamente global, a estratégia de comunicação feita por muitas empresas dispara na direcção internacional procurando uma linguagem corporativa transversalmente compreendida, acontecimento que veio contaminar os conceitos dos espaços laborais e ainda conceder a existência de postos de trabalho mais flexíveis, dentro e fora das instalações da empresa.

Na vanguarda da inovação conceptual e da comunicação estão muitas empresas criativas tais como a agência Mccan Erikson, Nova York, que divulga os seus espaços criativos apostados na união entre o conforto doméstico ao caráter laboral.
Trata-se de um projecto de design de interiores que incorpora peças de autor, tais como as cadeiras Carola desenhadas por Lievore Altere Molina ou os têxteis de Liora Manne, e explora tons e materiais quentes, por vezes clássicos, tais como os painéis de parede e o mobiliário em madeira, projecto este que tem a força de influenciar o tom da comunicação empresarial em muitos outros sectores.

As empresas renovam os seus interiores e procuram diferentes ambientes de trabalho onde o escritório doméstico está incluído nas opções permitidas.

SUGESTÕES

SOLIDEZ
Há aspectos inquestionáveis e intemporais  quando se fala do conforto de um escritório, tais como a iluminação, o isolamento do ruído, a temperatura ou até a sua localização dentro do recinto, aspectos estes que são estruturantes e devem ser tidos em linha de conta antes de qualquer outra preocupação.

UTILIDADE
Smart Furniture são objectos que oferecem boas opções quando se trata de unir o útil ao agradável na gestão do espaço, tratando-se de um conceito que acresce ao mobiliário em geral uma nova dimensão: a optimização da utilidade.
Quem não precisa de mais arrumação ou de adaptar móveis a diferentes situações da vida quotidiana? Desde um cadeirão porta livros a uma secretária dupla, tudo é possível quando se fala em funcionalidade com design.

Imagens: MOVING “TABLE-LOADER”, Stephan Schulz, 2008.

Imagens: INBOX ARMCHAIR, Oficina PreConceito, prototype, 2015.

BELEZA
A escolha de objectos de qualidade, como o mobiliário base de um escritório é sempre um bom investimento quando são considerados, por um lado, critérios de qualidade (material, construção, ergonomia), por outro, a estética (beleza, cor, harmonia) ambos contribuindo para um visual do espaço mais atractivo e confortável.

VIABILIDADE
Quer se trate do escritório da casa ou das instalações do seu negócio, trata-se sempre de um investimento, e deverá ser avaliado onde melhor aplicar o esforço financeiro. Se a renovação for profunda, difícil de avaliar e gerir, não hesite em contactar um profissional. Lembre-se que o Design faz parte do processo de valorização do espaço ou dos objectos e representa uma ínfima parte do seu investimento.

Design é personalidade e valor acrescido.

Créditos:
Img. 01: Escritórios criativos www.brit.co/shared-workspaces-couples/
Img. 02, 03: Imagens: Mccann Ericsson Office, New York